Pemba

0 57

Missão em Pemba: As primeiras impressões 

No dia 06 de abril, às 15 horas, eis que desembarcava em solo moçambicano, com um coração disposto a ser surpreendido por Deus, e ao mesmo tempo curioso pelas surpresas que viriam. Ao sair da sala de desembarque, já sentimos uma primeira acolhida, pois lá estava Dom Luís Fernando Lisboa, Bispo Diocesano de Pemba, bem como alguns amigos sacerdotes, seminaristas e alguns leigos, que nos receberam com grande alegria.

Os missionários do Regional Sul1 receberam a bênção de envio em 18 de março, pelo Arcebispo Metropolitano de Campinas, Dom Airton José dos Santos. Foto: Arquivo Pessoal (facebook)

Nossa acolhida continuou com um momento de interação com as danças típicas de Pemba, que fora realizado pelas meninas que são acolhidas pelas Irmãs Discípulas, um projeto belíssimo e encantador.

Em nosso primeiro domingo em Moçambique, o Domingo da Misericórdia, participamos da Santa Missa na Catedral de São Paulo Apóstolo, e na Celebração Eucarística foi impressionante perceber o quanto eles vivem a experiência do Mistério que perpassa a Liturgia, uma real e verdadeira participação. Ao longo da semana, participamos do Curso de Inculturação, oferecido pela Diocese, no qual pudemos conhecer mais sobre a realidade local em toda sua complexidade.

Tendo encerrado o curso no dia 13, foi o dia tão esperado de conhecer a Paróquia em que exercerei meu ministério diaconal: Paróquia Cristo Rei, em Metoro, que abrange todo Distrito de Ancuabe, tendo 54 Comunidades. As primeiras impressões foram as melhores possíveis, superando toda expectativa. No sábado tive o primeiro contato com os jovens da comunidade matriz, me acolheram com grande alegria e entusiasmo, participei com eles do ensaio de cantos, aqui cabe uma observação: eles têm a musicalidade entranhada na alma.

Domingo, Dia do Senhor, realmente Deus começou a revelar suas surpresas: Primeira Missa com a comunidade de Mahera. Fiquei emocionado durante toda celebração, as músicas realmente nos leva a Deus e nos conduz a oração. Contudo, o meu coração quase explodiu de alegria ao batizar 18 novos cristãos e assistir ao matrimônio de um casal.

Querido leitor, nestas breves linhas pude registrar algumas das inúmeras experiências que vivi durante os primeiros dias em Moçambique, para que vocês nos acompanhem. Peço que você possa realmente fazer parte deste maravilhoso Projeto Missionário desenvolvido pelo Regional Sul 1 da CNBB, participando com suas orações e contribuições, pois assim também estarás unido a nós anunciando Jesus Cristo e dilatando seu Reino de Amor.

Diácono Dênis Mendes – Missionário em Pemba

0 331
Na foto, diácono Dênis , Dom João Bosco e diácono Rafael (da esquerda para a direita).

No dia 18 de março, às 17h, o Regional Sul 1 celebrou a missa de envio dos missionários para a Diocese de Pemba, em Moçambique, na África.

A celebração foi realizada na Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Conceição, em Campinas – SP,  presidida por Dom Airton José dos Santos, arcebispo metropolitano de Campinas e presidente do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e concelebrada por Dom Pedro Luiz Stringhini – bispo da Diocese de Mogi das Cruzes e vice-presidente do Regional, Dom Júlio Endi Akami –secretário e arcebispo de Sorocaba, Dom João Bosco Barbosa de Sousa, ofm – bispo de Osasco e Dom José Luiz Bertanha – bispo da Diocese de Registro e bispo referencial do Conselho Missionário Regional (Comire), e diversos sacerdotes.

Bênção de envio aos missionários

Receberam a bênção de envio diáconos, religiosos, religiosas, e leigos e leigas da Fraternidade Pobre de Jesus, da Diocese de Mogi das Cruzes. Entre os missionários, estão os diáconos da Diocese de Osasco, Dênis Mendes e Rafael Santana. Os missionários integrarão a equipe, que já exerce a missão em Pemba, Pe. Adriano Ferreira Rodrigues da Diocese de Jundiaí, o Pe. Salvador Rodrigues de Brito e a leiga Helena Pereira, ambos da Diocese de Guarulhos.

Na sua homilia, Dom Airton falou da importância de solidarizar-se com a Diocese de Pemba e do propósito do envio de missionários para que anunciem o Evangelho, testemunhando a sua experiência com o Crucificado, pois “só podemos anunciar aquele que conhecemos. É preciso essa experiência profunda. Quem se encontra com o Senhor, não fica mais quieto ou parado, eles anunciam”, ressaltou o arcebispo.

A partida dos missionários para a África está prevista para abril de 2018.

0 401

Temos a alegria de estar em plena campanha para entrarmos em um projeto missionário de ajuda a igreja na África, na Diocese de Pemba em Moçambique, onde está Dom Luiz Fernando Lisboa. Mais que um bispo brasileiro, Dom Luiz é da nossa diocese e foi ordenado bispo em nossa Catedral de Osasco, e nós nos comprometemos com ele em formar uma equipe missionária que assuma uma paróquia naquela terra tão carente de padres, tão carente de evangelização.

Ao mesmo tempo, nós temos a oportunidade através deste projeto de recebermos da parte de Deus a graça de nos tornarmos missionários como a Igreja nos pede. É uma troca, nós oferecemos a nossa ajuda e nossos irmãos recebendo a ajuda, possibilitam tornar-nos mais missionários. E isso nós queremos abraçar de coração, por isso nós estamos pedindo que cada um de nossos diocesanos seja também um missionário.

Podemos ser missionários de três maneiras: andando com os nossos pés até a missão, rezando pela missão ou ajudando com os nossos recursos os missionários que vão em nosso nome. Eu quero convidar a você a não deixar passar a oportunidade de ser um missionário rezando pelas missões, ajudando no trabalho de evangelização conforme pede a campanha que está em andamento por todas as paróquias.

dom luiz pemba
Dom Luiz Fernando Lisboa – bispo da Diocese de Pemba

Se todos ajudarem com um pouquinho que seja, nossa diocese poderá assumir este trabalho, que se estenderá por vários anos. Então não deixe de ajudar, não deixe de se informar em sua paróquia sobre o andamento da missão, e se o Senhor lhe conceder essa graça, de sentir no coração este chamado para de servir além-fronteiras, procure os responsáveis. Precisamos de missionários nas três dimensões: aqueles que vão em nosso nome, aqueles que rezam e aqueles que colaboram com a ajuda material para que a missão aconteça.

E tudo isso nós esperamos receber da parte de Deus a graça de sermos abençoados como missionários. Que Deus abençoe você e sua família e que nos dê um coração muito generoso para ajudar na missão porque a ‘a África nos chama’.

Dom João Bosco Barbosa de Sousa, ofm – Bispo Diocesano

0 735
Foto: Natália Pereira
Foto: Natália Pereira

Paroquiana da Catedral Santo Antônio, Carla Dias, recebeu de Dom João Bosco na última sexta-feira, 26 de junho,  o envio para uma experiência de missão na Diocese de Pemba, em Moçambique, na África durante seis meses.

Durante a tradicional Missa da Família, Dom João falou sobre o ardor missionário pedido por Papa Francisco. Ele lembrou que a Diocese de Osasco tem família do outro lado do oceano. Dom Luiz Fernando Lisboa, atual bispo de Pemba, foi ordenado em 2013, em Osasco, e em breve receberá a missionária Carla para colaborar na organização da estrutura administrativa da diocese.

Com a frase “Em tudo dai graças”, Carla falou aos fiéis, agradeceu sacerdotes, irmãs religiosas, sua família e todos que a apoiaram nessa missão.

O Projeto Missionário Pembra/África  prevê uma Pré Missão no período de Julho/2015 a Dezembro/2015. Nesse período será observada a realidade local nos seus aspectos pastorais e administrativos. A previsão inicial de duração do projeto é de dez anos, com formação de equipes missionárias a cada dois ou três anos.

 

Por Natália Pereira – Pascom Diocesana