Osasco

0 832
Autoridades públicas e padres da diocese participaram do encontro com o bispo. Foto: Ir. Letícia Perez, MJS.

O prefeito de Osasco, Rogério Lins, e a primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, participaram na quinta-feira, 14/6, da visita pastoral de Dom João Bosco, bispo da Diocese de Osasco, à Prefeitura. O vigário geral e pároco da Catedral Santo Antônio, Claudemir José dos Santos, o padre Odair José Rodrigues, chanceler e coordenador da pastoral, demais religiosos e secretários municipais também participaram do evento, que ocorreu na Sala Osasco e reuniu cerca de 200 pessoas. O vereador Rogério Santos representou o Legislativo.

De acordo com o bispo, a visita tem como objetivo proporcionar ao “pastor” a oportunidade de estar em meio a seu povo, para que conheça mais e melhor aqueles que pastoreia, e ajudar a comunidade visitada a resolver eventuais dificuldades na área religiosa e/ou administrativa, além de orientar e chamar a atenção se algo não estiver de acordo com as normas da igreja universal e/ou diocesana.

Foto: Ir. Letícia Perez, MJS

“A visita também é um momento forte de convivência, conhecimento da realidade, de diálogo fraterno com as lideranças, que possibilita avaliar a caminhada pastoral da comunidade. É ainda um momento propício para reavivar a comunhão eclesial, o compromisso na corresponsabilidade pastoral, na evangelização e na animação missionária”, completou Dom João, segundo quem as visitas pastorais são realizadas a cada cinco anos.

Em sua fala, o prefeito discorreu sobre a relação entre as instituições e o trabalho conjunto em prol dos munícipes. “É uma alegria receber esta visita. Sempre tivemos boas relações institucionais. Nos eventos, sempre destacamos a importância da Igreja para nossa cidade e agradecemos aos padres e bispos por orarem por nós, administradores, para que tomemos as decisões acertadas em benefício da cidade”.

0 971

cracovia ibiuna

A JMJ 2016 (Jornada Mundial da Juventude) aconteceu de 26 a 31 de julho em Cracóvia na Polônia. Em comunhão com o Papa Francisco, a Diocese de Osasco realizou o “Cracóvia é Aqui” na cidade de Ibiúna nos dias 29 a 31 com o objetivo de proporcionar aos jovens, que não puderam estar no encontro mundial, vivenciarem a 31ª JMJ em sua diocese.

Foram inscritas o total de 61 paróquias e participaram do Cracóvia cerca de 1.700 peregrinos, que foram recebidos pelas famílias e pelas paróquias acolhedoras: Nossa Senhora das Dores, Santa Teresinha e São Roque, Santa Cruz, Nossa Senhora de Guadalupe e Área Pastoral São Judas Tadeu.

O evento foi uma iniciativa do Setor Juventude, que tem como assessor Pe. Marcelo Pereira, e contou com a colaboração de mais de 300 voluntários paroquianos de Ibiúna, membros do Setor Juventude e equipes de comunicação da diocese; além de padres e seminaristas.

A programação foi composta por catequeses ministradas pelos seminaristas de Teologia do Seminário Diocesano São José, missão evangelizadora nas áreas territoriais das paróquias acolhedoras, vigília, shows e caminhada luminosa.

cracovia e aqui (1)

A vigília com adoração ao Santíssimo Sacramento aconteceu na noite do sábado no Centro Olímpico, presidida pelo bispo diocesano Dom João Bosco. Participaram deste momento de oração, o bispo emérito Dom Ercílio Turco e o vigário geral Monsenhor Claudemir José.

Após a vigília, os jovens assistiram ao show da cantora Fátima Souza, Banda Arkanjos, Aliança de Misericórdia, Banda Five Dons, Sétimo Dom e Pe. Nilso Motta e banda.

Dom João celebrou a missa campal de encerramento na manhã do domingo, na Praça da Matriz em Ibiúna. Concelebraram diversos padres da diocese, entre eles os padres coordenadores do Setor Juventude nas regiões pastorais: Pe. Adilson Rampaso – Carapicuíba, Pe. Miguel Angel – Barueri, Pe. Sérgio Medeiros – São Roque e Pe. Marcelo Fernandes – Santo Antônio.

Dom João expressou sua alegria com a resposta positiva da juventude e pela significativa participação de toda a diocese em um trabalho missionário onde, afirma o bispo, a Misericórdia de Deus se manifestou. “É um fato único em nossa diocese e por ser tão bonito, será apenas o primeiro”, declarou o bispo.

 

0 3688

DestaqueNa tarde deste último domingo, 20 de julho, os fiéis da Diocese de Osasco, em São Paulo, lotaram o Ginásio de Esportes José Corrêa, em Barueri, para celebrarem juntos a posse canônica do seu novo Bispo Diocesano. Cerca de 10 mil pessoas ocuparam as arquibancadas, o espaço da quadra esportiva e ainda, centenas ficaram na parte externa do Ginásio e assistiram à cerimônia pelos telões.

Dom João Bosco Barbosa de Sousa, transferido da Diocese de União da Vitória, é o terceiro bispo da diocese que compreende os municípios paulistas de Carapicuíba, Barueri, Itapevi, Jandira, Araçariguama, Mairinque, Cotia, Vargem Grande, Ibiúna, São Roque, Alumínio e Osasco.

Estiveram presentes cerca de dezenove bispos de diversas dioceses do Paraná, Santa Catarina e São Paulo, autoridades das treze cidades que compõe a diocese de Osasco, sacerdotes, religiosos e religiosas, amigos e familiares de Dom João Bosco. Da Diocese de União da Vitória, um grupo de 40 pessoas, que saiu às 22h de sábado, viajaram a noite toda para participar da cerimônia de posse de Dom João, motivados pela gratidão por todos esses anos trabalhando em nossa Diocese e também pela vontade de participar desse momento tão importante na vida de Dom João. O grupo estava muito animado, e aproveitou o momento para deixar um recado para o povo de Osasco. A jovem Natali de Abreu de 19 anos, que participa do movimento Mini T.L.C, da Paróquia São Judas Tadeus, aconselha o povo de Osasco a compartilhar e aproveitar a grande alegria que Dom João carrega consigo: “Ele é muito animado, sempre quis estar perto da juventude, sempre botava fogo nos nossos encontros. Aproveitem essa animação! Não podíamos deixar de vir para cá agradecer por todo o bom trabalho realizado em nossa diocese”.

O coordenador do grupo TLC, Paulo Zanetti, comentou sobre a entrega do bispo à Santa Igreja: “Percebemos o amor a Igreja em todo o serviço de Dom Frei João. Seu primeiro episcopado foi em nossa Diocese. Para nós é uma grande alegria entregá-los a Diocese de Osasco hoje”, disse.

A tomada de posse se dá com a leitura da Bula Pontifícia na qual o Papa Francisco nomea Dom João Bosco como Bispo Diocesano de Osasco e em seguida a transmissão do governo Pastoral da Diocese e entrega do Báculo do então administrador apostólico, Dom Ercílio Turco, para o novo bispo. A partir de então, Dom João Bosco presidiu a solene celebração eucarística.

A missa teve toda uma estrutura montada para atender o evento. O altar foi um projeto da Ara Christus, do arquiteto Leandro Nascimento, membro da Diocese de Osasco. No coral de 100 vozes, todas as regiões da diocese foram representadas. Além disso, a banda foi composta por um quarteto de cordas, bateria, baixo, saxofone e violão.

Com ar descontraído o novo bispo dispensou o papel da homilia e falou tudo no improviso “Me permitam, meus caros, filhos e filhas dessa diocese que me acolhe, me permitam dizer palavras muito simples e até deixar de lado o que eu escrevi aqui (…) dizer que a grande mensagem e a homilia de hoje quem faz são vocês, a presença de vocês neste fato de igreja que é a sucessão apostólica é que é a verdadeira homilia”, disse o bispo. Destaque especial para a mãe de Dom João Bosco, que, aos 95 anos, não deixou de participar deste momento importante de seu filho.

Ao povo presente, Dom Bosco disse que a coleta feita se destinaria para a Diocese de União da Vitória, que está em reconstrução depois das chuvas intensas no Sul.

O novo bispo também saudou Dom Ercílio Turco, agora bispo emérito, salientando as qualidades do bispo “A missão do evangelho que ele nos passa, com sua simplicidade, com sua alegria, com sua proximidade com os diocesanos. Eu quero tentar viver do mesmo modo que ele viveu sua grande missão”, salientou Dom João.