Diocese de Osasco

0 83

A Diocese de Osasco completará em 2019, trinta anos de instalação. Por ocasião das comemorações do ano jubilar (01/05/2018 a 01/05/2019) foi inaugurada no dia 03 de outubro de 2018 a exposição do ‘Memorial dos 30 anos da Diocese de Osasco’, no interior da Catedral Santo Antônio.

A exposição inicialmente terá pertences pessoais de Dom Francisco Manuel Vieira – primeiro bispo de Osasco, expostos pela primeira vez no estande do Seminário São José, no ComVocação 2016 (evento diocesano em prol das vocações). Recentemente parte deles se encontravam na Cripta da Catedral.

Ao longo do período a exposição será ampliada retratando desde a época em que fazia parte da Arquidiocese de São Paulo (Região Episcopal Oeste 2), passando pelo episcopado de Dom Ercílio Turco, que hoje exerce a função de bispo emérito, até o governo atual de Dom João Bosco Barbosa de Sousa, ofm.

O memorial estará aberto à visitação de 03 de outubro de 2018 até 10 de agosto de 2019, quando será novamente exposto no ComVocação. Nesta data, o memorial estará composto de peças e informações que contarão a história da Diocese de Osasco, ao longo dos 30 anos de sua caminhada a serviço da evangelização.

Serviço

‘Memorial dos 30 anos da Diocese de Osasco’
De 03 de outubro de 2018 a 10 de agosto de 2019
Das 7h às 21h
Catedral Santo Antônio
Avenida Santo Antônio, 1.090 – Vila Osasco, Osasco – SP
Contato: Seminarista Thiago Jordão (11) 97292-5201

0 144

Dom Paulo Evaristo cria a Região Episcopal Osasco 

“Tenho uma grande gratidão a Deus por me acompanhar com suas graças” (Dom Francisco)

Entre os anos de 1967 e 1968, na Arquidiocese de São Paulo, foram criadas algumas Regiões Episcopais, dentre as quais se destaca a Região Oeste 2, que mais tarde se tornaria a Região Episcopal Osasco, especificamente criada em 30 de dezembro de 1967, por Dom Agnelo Rossi, sob a coordenação do Monsenhor Camilo Ferrarini, sendo mais tarde substituído por Monsenhor Rafael Busatto.

Região Espiscopal é instalada Diocese de Osasco, em maio de 1989. Foto: arquivo BIO

A década de 70 foi muito comemorativa para nossa Região Episcopal, pois em 5 de abril de 1974, surgiu a 1ª edição do Jornal Oeste II, nome escolhido pelo Pe. João Crisóstomo, porém foi apenas em Março de 1978 que surgiu a 1ª edição do Boletim Informativo de Osasco, conhecido como “BIO”, que está na ativa até hoje em nossa Diocese. Em 12 de dezembro de 1974, tendo sido escolhido por sua Santidade, o Papa Paulo VI, foi ordenado bispo (em 25/01/1975), o Monsenhor Francisco Manuel Vieira, sendo designado, em 24 de fevereiro de 1975, a cuidar da Região Episcopal supracitada: “As mãos sacerdotais que podiam batizar, absolver dos pecados, oferecer o Pão da Vida e o Cálice da Salvação, unir os casais em matrimônio, transmitir a confiança e a paz aos que partiam para a Casa do Pai, puderam a partir de 25 de janeiro de 1975, pelo Sacramento da Crisma, multiplicar os jovens apóstolos leigos, como também transmitir a Ordem sacerdotal. Reconhecendo sua fidelidade à Igreja, sua capacidade de administrar, seu zelo pastoral, foi-lhe entregue um rebanho maior” (BIO: Dez/1999).

Em 1977, comemoramos os 25 anos de ordenação presbiteral de Dom Francisco; em agosto, do mesmo ano, surgiu o 1º calendário Pastoral da Região Episcopal Osasco, como também o Plano de Manutenção do Clero. Além disso, no final da década de 70, especificamente, em Abril de 1979, Dom Francisco deu início a fundação do Seminário São José, ligado a Arquidiocese de São Paulo. A casa de Formação São José, assim denominada, também era utilizada como Centro de Treinamento de Agentes de Pastoral, prioritariamente catequistas e lideranças da Comunidade Eclesial de Base (CEB’s). Uma curiosidade é que de todas as Regiões Episcopais, a Região Osasco era única que possuía um seminário.

Ainda nesta década, Dom Francisco, iniciando o processo de organização da Região Episcopal Osasco, dividiu-a em quatro setores, para facilitar a organização pastoral, sendo eles: Santo Antônio, Bonfim, Barueri e São Roque. Após um período de Visita Pastoral a esses quatros setores, Dom Francisco, com o Conselho Setorial de Pastoral, achou por bem criar mais dois setores de pastoral, Carapicuíba e Cotia, ficando assim seis setores.

Brasão de Dom Francisco

Nesta década foram criadas 13 paróquias, sendo elas: 1970: Nossa Senhora Aparecida (Jandira) 1971: Espírito Santo (Osasco), São Paulo da Cruz (Osasco), São Lucas Evangelista (Carapicuíba) e São Pedro (Carapicuíba); 1972: Nossa Senhora das Graças (Barueri); 1973: Nossa Senhora Mãe da Igreja (Barueri); São Domingos “O Pregador” (Osasco); 1977: Nossa Senhora das Graças (Osasco), Nossa Senhora Medianeira de todas as Graças (Itapevi), Cristo Rei (Itapevi); 1979: Nossa Senhora Imaculada Conceição (Caucaia do Alto), Nossa Senhora das Graças (Vargem Grande Paulista), São Francisco de Paula (Alumínio).

Essa história é apenas o começo de uma caminhada que faremos de rememorações desses 30 anos de história, que se iniciaram “pela força de Deus” (In Virtute Dei – Lema Episcopal de Dom Francisco Manuel Vieira).

Seminarista Thiago Jordão

0 162

Escrevo com os olhos voltados para o rico mês de agosto, mês das vocações e também da Semana Nacional da Família, que ocorre após o Dia dos Pais. E ainda, de 21 a 26 acontece o IX Encontro Mundial do Papa com as Famílias, desta vez com o Papa Francisco, depois que ele nos entregou a Exortação que aproximou estas duas palavras: Família e Alegria. Somou também a Família com a Misericórdia, pediu que a Família da Igreja não excluísse nenhuma família e fez a Igreja sair ao encontro das Famílias sem esperar que viessem até a Igreja para que lhes abrisse as portas. Assim vivemos um tempo de Igreja em alegre missão de oferecer misericórdia e a integração a todas as famílias, até as mais distantes.

A Pastoral Familiar em nossa diocese, nas paroquias e comunidades, cresce em número de participantes, em iniciativas diversas, brota nas paróquias e comunidades com novo ânimo e perspectiva. Tenho visto isso nas visitas pastorais que estamos realizando por regiões pastorais.  Uma amostra desse crescimento é a aquisição do “Guia de implantação da Pastoral Familiar”, um passo a passo simples e eficiente elaborado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar e distribuído pela nossa Equipe Diocesana. Mas não é o crescimento editorial ou numérico o que mais nos alegra. Cresce também a consciência e o leque de serviços que os leigos, cada vez mais preparados, oferecem aos que necessitam de amparo, nos momentos difíceis vividos em cada família.

Mas há um passo ainda, em grande parte, a ser dado, e este passo eu tenho lembrado às paróquias nas visitas pastorais: quando a Paróquia descobre um caminho de parceria entre a Pastoral Familiar, os movimentos familiares e as pastorais que já estão no campo missionário, então sua presença se multiplica e o serviço prestado por essa pastoral se desenvolve ainda mais: assim vemos cada vez mais a Pastoral Familiar em contato com os pais dos catequizandos, envolvida com a Iniciação de Adultos, com pastoral da Juventude, com a pastoral Carcerária, com a pastoral da Sobriedade, da Saúde ou das Exéquias, com a pastoral da Criança, com as Comissões Missionárias Paroquiais e outras, aí sim, há uma infinidade de caminhos para a Família se tornar, de fato, alegria para o mundo.

Dom João Bosco, ofm
Bispo de Osasco

0 83

Dom João Bosco juntamente com o Colégio de Consultores Diocesanos divulgaram as transferências e datas de posse dos novos pároco. Sendo elas:

-Pe. Fernando Ribeiro – Paróquia Nossa Senhora Aparecida /Jardim Piratininga, no dia 15 de agosto.
-Pe. Nivaldo Moisés – Paróquia Santa Cruz/ Cotia, no dia 16 de agosto.
-Pe. Rogério Lemos – Paróquia Rainha Santa Isabel/ Barueri, no dia 17 de agosto.
-Pe. Ricardo Rodrigues – Paróquia São Paulo Apóstolo/ Carapicuíba, no dia 5 de setembro.
-Pe. Valdivino Gonçalves, se despede da Paróquia Rainha Santa Isabel no dia 29 de julho, e se transfere para a Inspetoria Salesiana. A Missa em Ação de Graças será às 16h.

Os sacerdotes e as comunidades são convidados a participarem das celebrações de posse, oferecendo aos padres transferidos todo apoio e orações. Os horários das missas serão divulgadas posteriormente.

0 364

Desde que assumiu a Diocese de Osasco, o bispo D. Frei João Bosco Barbosa de Sousa se utiliza das mídias sociais para propagar a devoção à Santo Antônio, padroeiro da diocese e da cidade de Osasco.

A tradicional Trezena de Santo Antônio teve início no dia 01 de junho. No contexto do Ano do Laicato, o tema central deste ano é “Santo Antônio inspirador dos discípulos missionários para a Igreja e para o mundo”. A trezena destaca o papel e a missão dos leigos na Igreja e na sociedade. Para enfatizar o sentido da celebração do Ano do Laicato, os vídeos contam com a participação de leigos engajados nas diversas pastorais e movimentos da diocese.

Você pode acompanhar a trezena diariamente pelos canais de comunicação da Diocese de Osasco
Facebook: https://www.facebook.com/DioceseDeOsasco/
Site: http://www.diocesedeosasco.com.br/
Youtube: Youtube/DioceseDeOsasco

A festa do padroeiro acontece no dia 13 de junho na Catedral Santo Antônio, que fica na Av. Santo Antônio, 1.090 – Vila Osasco/ Osasco.

Programação:
7h – Santa Missa e bênção do bolo
10h – Santa Missa Diocesana (presidida por D. João Bosco)
15h- Santa Missa seguida de procissão e queima de fogos

0 115

O bispo diocesano de Osasco, Dom João Bosco, realizou de 22 de abril a 06 de maio de 2018, a visita pastoral na Região Bonfim. Ao longo deste período, Dom João participou de reuniões com lideranças paroquiais, conheceu trabalhos sociais destinados à crianças e idosos, visitou enfermos, se reuniu com congregações religiosas, teve momentos de oração com seminaristas, e abençoou empresas e repartições públicas.

“Foram dias de muitas bênçãos e grandes alegrias para todo o povo de Deus. A presença dos membros das pastorais e movimentos das paróquias, o contato com as pessoas dos bairros, a missão evangelizadora realizada na Colinas do Oeste. Quanta experiência bonita, que alegrou e enriqueceu os nossos corações, em toda a nossa Igreja de Osasco!”, declarou o bispo em vídeo divulgado nas mídias sociais da diocese.

Dom João visitou enfermos da Paróquia São José, em Osasco.

As visitas às regiões pastorais da Diocese de Osasco serão realizadas durante o ano de 2018. De acordo com o cronograma divulgado pelo Secretariado Diocesano, até o mês de dezembro, Dom João terá visitado as nove regiões que compõem a Diocese de Osasco.

22/04 a 06/05 – Região Bonfim
14/05 a 30/05 – Região São José Operário
09/06 a 24/06 – Região Santo Antônio
29/06 a 08/07 – Região Itapevi
02/08 a 14/08 – Região Ibiúna
23/09 a 07/10 – Região Carapicuíba
19/10 a 01/11 – Região São Roque
06/11 a 18/11 – Região Cotia
23/11 a 02/12 – Região Barueri

Confira as fotos da visita em nosso Flickr. Acesse aqui