Dia do Nascituro

0 84
Imagem Internet

Temos motivos suficientes para agradecermos a Deus pelo dom da vida. Sabe-se que nascituro significa “que deve nascer”, “dia do direito de nascer”, “dia da criança ser concebida”, e etc. Esse dia é conhecido mundialmente, ou seja, ter direito a vida não depende de país ou cultura. A Igreja celebra no dia 25 de março por causa da Anunciação do anjo a Nossa Senhora, mas nós celebramos também no mês de outubro por ser o mês que se festeja o dia da criança e é muito conhecido. A vida é direito de todos e em todos os lugares.

Aqui nossos olhares voltam-se para aqueles que lutam para vir ao mundo. Que dependem da nossa proteção, do nosso carinho e principalmente da nossa consciência em relação ao direito da vida.

Celebrar a vida é celebrar Jesus, o Senhor da vida, é lembrar daquele generoso “Sim”, dito por Maria, em ocasião da visita do Anjo. Agradecemos a nossas mães e pais, por seu amor e dedicação, e por nos ter permitido nascer, pois a quantos são negados este direito sublime. O dom da vida nos foi dado por Deus, mas nossos pais estão incluídos neste mistério. Cuidar da vida desde sua concepção até o final, é respeitar o quinto mandamento da lei de Deus (Não matarás). Devemos ser verdadeiros guardiões da vida em todos os sentidos.

Neste Dia do Nascituro celebramos a vida de cada ser humano, porque todos, invariavelmente, foram um dia concebidos.

Trechos extraídos da Celebração da Vida – Guia Hora da Vida 2018.

0 991

Com a proximidade da Semana Nacional da Vida, de 1º a 7 de outubro, encerrando com o Dia do Nascituro, dia 8 a Comissão Episcopal para a Vida e a Família da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), sugere a preparação das paróquias e comunidades para vivenciarem e celebrarem de forma profunda esse momento.

hora da vida

Para ajudar na celebração e vivência desta data, a Comissão Episcopal para a Vida e a Família e Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF), oferece o subsídio “Hora da Vida”.

O subsídio traz propostas de encontros, celebrações, reflexões e ações para durante todo o ano. Podem ser adaptados à realidade local, sendo um guia para momentos de maior comunhão das famílias na evangelização e transformação da sociedade em favor da vida.

O “Hora da Vida” traz como tema de reflexão “O Evangelho da Vida: Anunciar, Celebrar e Servir”, propondo sete encontros, com diferentes abordagens sobre a celebração da Vida. O subsídio recorda também os 20 anos da Encíclica Evangelium Vitae, de São João Paulo II.

A Semana da Vida e o Dia do Nascituro são instrumentos que ajudam a compreender e admirar, proteger e defender a beleza da vida, sua grandeza e dignidade, seu incomparável valor.

O material preparado pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar aborda a vida a partir de Cristo, do povo, do evangelho, do serviço e da família. A proposta também é celebrar a vida com oração do terço, celebração e vigília.

Dom Frei João Bosco Barbosa de Sousa, ofm – presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da CNBB, nos faz um convite especial. Assista: