Comvocação

0 728

É só rezar que o céu responde

Em diversas passagens do Evangelho Jesus afirma e confirma o efeito da oração para que o céu se abra, para que tenhamos o favor de Deus. Os doentes se aproximam pedindo cura, e Jesus a realiza, na medida da fé de cada um. O penitente bate no peito e pede perdão, e sai justificado, na medida de sua confiança e humildade. “Pedi e recebereis, batei e a porta se abrirá” disse Jesus. Disse também: “Se vós, sendo maus sabeis dar coisas boas aos filhos, que dirá o Pai do Céu, que é totalmente bom”. Jesus recomenda que peçamos “em seu nome”, para garantir que o Pai atende, e ao atender ao pedido explícito de sua querida Mãe, nos deu a ela também como intercessora permanente. Por isso é importante sempre pedir, com insistência, com confiança e humildade.

Parece contradição, mas não é: Jesus diz também que o Pai já sabe quais são as nossas necessidades. Não precisamos ficar repetindo o que ele já sabe. Ele mesmo disse que não precisamos nem pedir porque assim como o Pai oferece o melhor para alimentar os pássaros e para vestir a natureza, muito mais o fará a seus filhos. Então, não precisamos pedir?

Estou propondo esta reflexão motivado pelo grande pedido que fazemos no mês de agosto, e que foi recomendado pelo Senhor: “Pedi ao Senhor da messe que envie operários para a sua messe” (Mt 9,38). A colheita é grande e os operários são poucos. Agosto é mês de rezarmos sem descanso ao Senhor da messe, embora ele já saiba de nossa necessidade.

Estamos celebrando neste mês das vocações pela décima quinta vez o maior acontecimento vocacional da Diocese, o ConVocação. O evento já foi descrito no último Bio e é uma das maiores feiras vocacionais da América Latina, com milhares de jovens percorrendo os stands das Congregações religiosas, participando dos shows, das celebrações, confissões e palestras, lanches e diversões. É um final de semana atraente e divertido. Por certo, muitos jovens serão tocados pelo convite de Deus e irão procurar o seminário, as congregações religiosas. Mas é o evento que produz vocações? Não, claro. A vocação é graça divina. Mas a graça aconteceria sem o evento vocacional? Poderia, sim, porém Deus se utiliza de mediações, de sinais, de testemunhos e incentivos, para fazer chegar seu convite aos escolhidos.

Então, é preciso rezar ou o Pai já sabe o que precisamos? Já podemos responder com mais clareza. A oração é sempre necessária e essencial. Também o trabalho vocacional intenso, pois nela a vontade de Deus se encontra com o compromisso da comunidade e daquele que é chamado. Daí o pedido de Jesus: rezai ao Senhor da messe.

Em abril iniciamos uma campanha de oração pelas Vocações, com o nome “Em cada Comunidade uma nova Vocação”. É esse um projeto assumido por dezenas de dioceses por todo o Brasil. Na ocasião da Missa do Crisma, os padres reunidos assumiram divulgar e manter o projeto. Milhares de folhetos foram impressos para orientar a campanha. Coisa muito simples: distribuir esses folhetos a todos os movimentos e para as famílias. E em cada encontro da Comunidade rezar antes uma dezena do terço pelas vocações. Algumas comunidades que visito tem sido muito fiéis. Quando a missa vai começar algum Ministro ou catequista já inicia a dezena. Isso não vai ficar sem frutos, com certeza. É certo também que algumas paróquias não assumiram para valer. Em muitas, encontrei os folhetos, que deveriam ser distribuídos de mão em mão, deixados sobre a mesa aos montes, e por certo vão para o lixo pouco a pouco. É pena. Posso imaginar que haja vocações que não serão despertadas, por falta dessa mediação que o Pai ofereceu e não aconteceu por negligência. Vamos retomar o projeto, insistir como Jesus mandou: “Pedi ao Senhor da messe que envie operários…” Lembro que esse projeto foi um dos propósitos da celebração dos 30 anos da Diocese, juntamente com as visitas pastorais e a peregrinação das relíquias dos padroeiros diocesanos, Santo Antônio e São João Paulo II.

Por falar nos 30 anos da Diocese, com tantas graças e bênçãos que temos para agradecer a Deus, temos também a graça de cinco novos padres sendo ordenados durante o ComVocação. E mais quatro diáconos, a ser ordenados em dezembro, se Deus o permitir. Esses são frutos de muita oração e trabalho vocacional realizado nos últimos anos, ainda sob os cuidados de Dom Ercílio Turco. Vamos continuar rezando intensamente, pela perseverança desses que serão ordenados, mas também para que o Senhor da Messe continue a passar e a tocar generosamente os nossos jovens, moças e rapazes que queiram dedicar toda a sua vida ao amor do Senhor e o cuidado de seu rebanho. Rezando, o céu se abre.

Dom João Bosco, ofm

Bispo Diocesano de Osasco

0 410

comvocação missa

A Arena Concha Acústica da Fito em Osasco sediou, nos dias 19 e 20 de agosto, um dos maiores eventos nacionais em prol das vocações sacerdotais. O ‘Comvocação’ é realizado pelo Seminário São José da Diocese de Osasco. A princípio, se tratava de uma iniciativa para contribuição financeira na formação dos novos padres, porém, atualmente, se tornou o seio onde nasce a vocação religiosa de muitos jovens.

O evento traz uma ampla grade de programação como shows de bandas católicas, missas, aconselhamentos, confissões, adoração, prestação de serviços, recreação para as crianças, praça de alimentação, entre outras atividades.

O bispo diocesano Dom João Bosco Barbosa de Sousa presidiu a missa diocesana no domingo, 20, e em seguida a inauguração da Feira Vocacional.

comvocação

A Feira Vocacional é uma das grandes atrações do Comvocação, um espaço dedicado às congregações religiosas e pastorais, onde têm a oportunidade de comunicar seus trabalhos e carismas. Este ano, conforme informado por Bruno Paz, um dos colaboradores da equipe, a feira trouxe 28 expositores entre congregações religiosas, pastorais e livrarias.

A celebração eucarística comemorou também o encerramento da Semana Nacional da Família, que ocorreu de 13 a 19 de agosto, preparada pela Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CEPVF/CNBB), na qual Dom João Bosco ocupa o cargo de presidente.

O Comvocação está em sua 14ª edição e recebe milhares de visitantes e voluntários, vindos das várias paróquias da diocese.

0 678

 

Nos dias 20 e 21 de agosto, em um final de semana muito chuvoso, a Diocese de Osasco reuniu centenas de fiéis em um cenário marcante de perseverança e alegria, para a 13ª edição do ComVocação, o maior evento em prol das vocações religiosas. A Festa das Vocações foi realizada na Arena Concha Acústica da Fito que fica na cidade de Osasco e teve como foco principal o Ano da Misericórdia com a celebração do Jubileu dos Sacerdotes e o Jubileu dos Jovens.

Entre os destaques, Pe. Marcos Roberto, conhecido carinhosamente como Pe. “Elvis”, celebrou no sábado a Missa da Vigília da Assunção de Nossa Senhora, e o ‘Espaço da Misericórdia’, que, além das confissões trouxe aconselhamento e orientação espiritual com a Comunidade Shalom. O ponto alto da programação do ComVocação é o momento da adoração e a benção com o Santíssimo Sacramento, que este ano, foi conduzida pelo Pe. Antonio Maria.

O ComVocação conta com diferentes ambientes, espaço para as crianças, prestação de serviços sociais, workshop musicais, além da Feira Vocacional, considerada o coração do evento, que já faz parte do calendário diocesano e da cidade e é realizado pelo Seminário Diocesano São José sempre no terceiro domingo do mês de Agosto, mês vocacional.

Dom João Bosco, apesar de estar em Congresso Eucarístico Nacional em Belém do Pará, esteve em comunhão com a diocese, enviando sua mensagem em uma homilia compartilhada, proposta pelo bispo emérito Dom Ercílio Turco, presidente da celebração eucarística do domingo.

Assista ao vídeo:

 

 

0 692

Dom João Bosco Barbosa de Sousa, OFM, Bispo de Osasco, diante da Instituição do Papa Francisco, do “Jubileu da Misericórdia” ou “Ano da Misericórdia” para toda a Igreja, com início aos 08 de dezembro de 2015 e término no dia 20 de novembro de 2016, Festa de Cristo Rei do Universo, convidando os Senhores Bispos a escolherem locais para que os fiéis possam usufruir das riquezas das Indulgências, DECRETA na diocese de Osasco no COMVOCAÇÃO – Festa das vocações a ser realizada em nossa diocese, em sua 13ª edição, na Arena Concha Acústica da FITO, o benefício da Indulgência Plenária na Missa Solene das 10h do domingo dia 21 de agosto, Festa de Nossa Senhora da Assunção.

“Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quando à culpa, que o fiel, devidamente disposto e em certas e determinadas condições, alcança por meio da Igreja a qual, como dispensadora da redenção, distribui e aplica, com autoridade, o tesouro das satisfações de Cristo e dos Santos” (CDC Cân. 992).

Para obter a indulgência é necessário: rezar o Creio, um Pai-nosso, uma Ave Maria, um Gloria ao Pai nas intenções do Sumo Pontífice, participar do Sacramento da Confissão e do Sacramento da Eucaristia. A indulgência pode ser recebida várias vezes, mas nunca duas vezes no mesmo dia. A indulgência pode ser obtida, durante o Ano da Misericórdia, ao participar de uma celebração eucarística.

Dado e passado na Cúria Diocesana de Osasco aos 16 de agosto de 2016.

 

Dom João Bosco Barbosa de Sousa                           Pe. Odair José Rodrigues

Bispo Diocesano de Osasco                                         Chanceler do Bispado

 

0 851

Aconteceu na manhã deste domingo, 16,  a missa diocesana do 12° Comvocação promovido pelo Seminário Diocesano São José.

comvocaçao 2015

A celebração eucarística foi presidida por Dom João Bosco e concelebrada por Dom Jacyr Francisco Braido, bispo emérito de Santos; Monsenhor Claudemir José e  padres da Diocese de Osasco.

Dom João falou sobre o significado da Festa em Prol das Vocações Sacerdotais coincidir com a celebração da Assunção de Nossa Senhora, enfatizando que Maria  mostra que Deus “gosta dos pequenos, dos mais  necessitados e daqueles que sofrem”. E seguiu explicando que Nossa Senhora nos ajuda a reconhecer nossa pequenez e a grandeza de Deus; sentimento expressado na oração do Magnífica.

O bispo falou ainda sobre a vocação familiar, fazendo analogia ao sacerdote que dá “o coração para amar integralmente, sem distinção”.

Logo após a Missa, Dom João inaugurou oficialmente a Feira Vocacional, espaço reservado às congregações religiosas em seus diversos carismas e que tem recebido novos expositores a cada edição.

Ele associa o crescimento ao amadurecimento e experiência dos anos anteriores, e analisa o fato com esperança descrevendo como “um crescimento que está acontecendo na visibilidade da vida religiosa”. Para o bispo, isso acontece não apenas pelo Ano da Vida Consagrada vivido pela Igreja, mas também “por causa de uma sensibilidade que está crescendo quanto à vocação à vida consagrada”.

Dom João declarou que já é de conhecimento dos cristãos o fato de que “a vocação é dom de Deus, sem dúvida, mas ela precisa encontrar um chão adequado pra crescer, é uma semente que Deus dá e ela cresce num chão que a acolhe”. Abençoou os stands, conversou com os expositores entre sorrisos e fotos com os visitantes da feira vocacional.

Um dos grandes destaques do evento foi a presença do padre Reginaldo Manzotti, que comandou um show contagiante envolvendo o público com canções de alegria e testemunhos de fé .

O Comvocação aconteceu nos dias 15 e 16 de agosto na Concha Acústica da Fito em Osasco.